O Atelier Sanitário, localizado num sobrado da Rua Pedro Ernesto, no centro do Rio de Janeiro, é o ponto de encontro dos artistas Daniel Murgel e Leandro Barboza. O Sanitário coloca-se como um lugar de experimentação e convivência, não só entre esses dois artistas, que o compartilham desde junho de 2016, mas é também local de conversas e trocas entre outros artistas, curadores e amigos que por lá transitam em eventos promovidos pela dupla. Pelo Sanitário já passaram nomes como Cleverson Salvaro, Marcone Moreira e Samuel Dickow, que o ocuparam temporariamente para a produção de trabalhos artísticos e realização de exposições; Gustavo Speridião, que inicialmente compartilhava o espaço com Murgel e Barboza, além de Ivar Rocha e Herbert da Paz, que o ocuparam mais recentemente.

Inseridos em uma das ruas mais antigas do Rio de Janeiro, localizada numa região que passou recentemente por reformas impulsionadas pelo projeto do Porto Maravilha, os artistas do Atelier Sanitário absorvem em suas poéticas questões relativas ao entorno, através da coleta de restos de materiais utilizados nessas obras e da utilização dos mesmos na produção de mobiliários, que geraram uma coleção chamada Mobiliário Maravilha, caracterizada pela valorização do precário e pela adoção da estética da gambiarra.

Esses móveis (alguns utilitários, outros não) estiveram expostos durante o mês de agosto de 2017 na mostra Tudo Fora de Ordem, no Saracura, espaço independente localizado na mesma região, fundado numa data próxima à ocupação do Atelier Sanitário, com o qual mantém relação de parceria desde então. A exposição celebra essa convivência e vizinhança numa área da cidade que vem sendo ocupada por espaços artísticos independentes que estão surgindo e possibilitando novos encontros. Ao mesmo tempo, denuncia a desordem e controvérsias dos projetos de “revitalização” – palavra tão repetida em discursos políticos no contexto da preparação do Rio de Janeiro para os grandes eventos esportivos dos últimos anos – questionando o que restou disso e o que fazer a partir de então.

 

Há quatro anos morando do Morro da Conceição, localizado também na Zona Portuária, Daniel Murgel acompanhou de perto a transformação daquela região, inclusive a implosão do Elevado da Perimetral, que registrou em fotos e vídeos. O mobiliário está presente em sua produção desde 2014, mas sofre um desdobramento durante o processo de coleta de materiais remanescentes das obras do Porto Maravilha, quando o artista passa a incorporar a madeira, alterando a materialidade de seu trabalho e o induzindo à ressignificação ocasionada pela apropriação de um elemento descartado de um projeto de reforma urbana carregado de polêmicas, como o grande número de remoções de moradores pertencentes às camadas mais pobres.

Quando surge o mobiliário na produção de Murgel, surgem também os ofendículos, elementos cortantes geralmente utilizados em muros de casas do subúrbio a fim de impedir invasões, delimitando os limites entre público e privado e impondo certa ordem ao corpo dos passantes.  O artista rasga o móvel ao meio, de forma brutal, com estruturas de ferro pontiagudas que impõem verticalidade ao objeto e inibem seu uso, tornando-o escultórico, contemplativo e sugerindo a ideia de ruína, que é um aspecto frequente na sua produção, assim como o interesse pela arquitetura popular e pelos métodos rudimentares de construção.

 

O Atelier Sanitário está inserido num ponto onde diferentes camadas históricas da cidade se sobrepõem, o antigo e o novo, as ruínas do Cais do Valongo e o Museu do Amanhã. Essas dicotomias atravessam a produção desses artistas, que se apropriam dos restos de um controverso projeto de reestruturação espacial com a proposta de repensar sua utilidade.

 

2 comentários em “Atelier Sanitário: Mobiliário Maravilha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s