Oficina: Crítica de arte – teoria e prática

A oficina “Crítica de arte – teoria e prática”, oferecida por Thiago Fernandes no Atelier Sanitário, tem o objetivo de introduzir os participantes no campo da crítica das artes visuais e fomentar o pensamento crítico sobre trabalhos artísticos e exposições. Em quatro encontros serão apresentadas as ferramentas e métodos fundamentais para a escrita de um … Continue lendo Oficina: Crítica de arte – teoria e prática

Arqueologia da ausência e espectros do passado

Na noite de 10 de maio de 1933, uma multidão se formou na Opernplatz (atual Bebelplatz), em Berlim, para a realização de um grande evento conduzido pelos nazistas: a queima de cerca de 20 mil livros. Entre os autores-alvo dessa ação furiosa estavam Sigmund Freud, Karl Marx, Albert Einstein, Franz Kafka, Rosa Luxemburgo, Bertolt Brecht, … Continue lendo Arqueologia da ausência e espectros do passado

Análise do novo circuito: periferia e antropofagia

A segunda década do século XXI está prestes a chegar ao fim. É uma difícil tarefa criar classificações em torno da produção artística dos últimos vinte anos – sobretudo se considerarmos a velocidade das transformações tecnológicas e comunicacionais e a reação que provocaram na arte. Contudo, já é possível enxergar nos anos mais recentes características … Continue lendo Análise do novo circuito: periferia e antropofagia

Guga Ferraz: arte diante de conflitos urbanos | Atas do XIII Encontro de História da Arte da Unicamp

Atas do XIII Encontro de História da Arte: Arte em Confronto, 2019 Em 2003, o nome de Guga Ferraz circulou na mídia como o artista que “vandalizou” as placas de pontos ônibus do Rio de Janeiro, após colar nas mesmas adesivos em formato de chamas de fogo, como forma de sinalizar os recorrentes incêndios a … Continue lendo Guga Ferraz: arte diante de conflitos urbanos | Atas do XIII Encontro de História da Arte da Unicamp

Imagem, natureza e apreensão do efêmero: das gravuras de Hokusai às fotografias de Jeff Wall

No século XIX o Japão experimentou profundas mudanças políticas e sociais com a abertura do país para o comércio exterior, após um longo período de isolamento. Isso culminou, a partir da metade do século, em um processo de ocidentalização do Japão. Mas houve, de certa maneira, uma reciprocidade nesse processo. A imagem do Japão e … Continue lendo Imagem, natureza e apreensão do efêmero: das gravuras de Hokusai às fotografias de Jeff Wall

Tropicália e as capas de discos brasileiros dos anos 1960

A década de 1960 foi caracterizada por rupturas em diversos campos e por movimentos que visavam uma sociedade mais pacífica e igualitária. No Brasil, foi uma época turbulenta marcada por uma longa ditadura militar que se iniciava em 1964 e se enrijecia a partir de 1968, com o AI-5, tornando prisões, torturas e desaparecimentos parte … Continue lendo Tropicália e as capas de discos brasileiros dos anos 1960